Paróquia de Nossa Senhora do Livramento - Diocese de Angra

A minha alma glorifica o Senhor, e o meu Espírito se alegra em Deus meu Salvador

 

Paróquia (História)

N.ª Sr.ª Livramento (Padroeira)

Serviços

Movimentos

Párocos

Reflexão

Fotos Arquivo

Links

Livro de Visitas

 

NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO

Sobre a nossa Padroeira

Ainda...


Festa da Padroeira

 

Hino à Padroeira (Letra)

Imagem da Padroeira

A origem teológica está, como é evidente, no grande poder intercessor da Nossa Mãe do Céu junto do seu Filho, Jesus. Mas a origem histórica, está no atentado, que a 3 de Setembro de 1758, el-rei D. José I foi alvo. No lugar do atentado foi construída uma ermida dedicada a nossa Senhora do Livramento, agora, mais conhecida com o nome da capela da memória e que se encontra no alto da Ajuda, nos arredores de Lisboa.

A partir de então, Nossa Senhora passou a ser muito invocada com este título, sobretudo em ocasiões de perigo. Hoje, em todo o Portugal continental e ilhas, há muitos templos onde Nossa Senhora do Livramento é venerada ou é mesmo orago. Só na nossa diocese há duas freguesias em que ela é a padroeira. É a nossa e a freguesia da Caveira, na Ilha das Flores.

Sempre que invocamos, com fé, Nossa Senhora, podemos ter a certeza da sua protecção, como bem nos recorda a oração de S. Bernardo, que aqui transcrevo para que rezemos muitas vezes:

Lembrai-vos, ó piíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que têm recorrido à Vossa protecção, implorado a Vossa assistência e reclamado o Vosso socorro, fosse por Vós desamparado. Animado, pois, com igual confiança a Vós, Virgem, entre todas singular, como a Mãe recorro, de Vós me valho e, gemendo sob o peso dos meus pecados, me prostro a Vossos pés; não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do filho de Deus humanado, mas dignai-Vos de as ouvir propícia, e de alcançar o que Vos rogo. Amen.

Que a Senhora do Livramento continue a ser o nosso socorro, que nós nos coloquemos sob a sua protecção, mas sobretudo, imitemo-la no seu modo de ser projectada em Deus, na sua atitude de ajudar e socorrer os outros, no seu ser pessoa comprometida com a missão que Deus lhe confiou.

(Pe. Agostinho Pinto scj)

Email | Webmaster: Rifer